Confraria do Athlético

Em 20 anos, Arena da Baixada vem se mostrando a grande arma do Athletico, atesta Tribuna do Paraná



Furacão já disputou 576 partidas no estádio desde 1999 e aproveitamento beira os 70%, além de ter sido em casa as maiores conquistas da história. Na última segunda-feira (24), a Arena da Baixada completou 20 anos desde a sua reinauguração, em 1999. Desde então, o estádio se tornou um marco na história do Athletico. Construído em cima do caderno de encargos da Fifa para a Copa do Mundo de 1998, o Joaquim Américo foi levantado do zero e foi o pontapé inicial para a reestruturação do futebol do Furacão, se tornando o estádio mais moderno do Brasil na época e mostrando que o clube estava investindo em estrutura.

Porém, mais do que se tornar um patrimônio e uma referência para vários times, a Arena foi fundamental para o Rubro-Negro dentro de campo. Foi em sua casa que o Athletico alcançou suas maiores façanhas. Apesar de muitos – principalmente aqueles de fora do Estado – relacionarem o bom momento atleticano ao gramado sintético, uma vez que a equipe tem dificuldades jogando fora de casa, essa forte relação atuando diante da sua torcida não é de hoje. Quase sempre foi assim. Os números mostram isso. Nestes 20 anos, considerando apenas jogos oficiais – descartando amistosos, duelos festivos e eventos-testes -, foram 576 partidas na Arena, com 356 vitórias, 129 empates e 91 derrotas, o que dá um aproveitamento de 69,2% dos pontos disputados. Neste período, vieram as conquistas do Campeonato Brasileiro de 2001, da Copa Sul-Americana de 2018, títulos do Campeonato Paranaense e campanhas exemplares em vários torneios.

Em algumas temporadas, o desempenho do Furacão em casa foi impressionante. O melhor deles é justamente o atual ano, com 79,6% de aproveitamento, com 14 jogos, um empate e três derrotas. Algo bem próximo ao de 2001, justamente no ano que levantou a taça do Brasileirão, somando 79,4% dos pontos disputados, com 25 vitórias, seis empates e três derrotas. Em 2005, ano do vice da Libertadores, o retrospecto foi semelhante, com 79%, ganhando 26 vezes, empatando cinco e perdendo quatro. Uma campanha parecida aconteceu em 2004, quando foi vice-campeão brasileiro, somando 78,4% dos pontos disputados, perdendo apenas duas vezes ao longo de toda aquela temporada, vencendo em 22 oportunidades e empatando outras sete.

Leia mais...
 

Athletico aponta Lucas Halter como o grande destaque do segundo semestre, no retorno ao “magic moment”

Ao mesmo tempo em que o time de guerra do treinador Tiago Nunes aquece as turbinas no CAT do Caju a comunidade rubro-negra sonha em reviver os melhores resultados obtidos na primeira metade do ano, como realça matéria do site oficial. O Furacão aposta muitas fichas no defensor Lucas Halter: revelado nas Categorias de Formação do Athletico Paranaense e com apenas 19 anos de idade, o zagueiro Lucas Halter é o caçula do atual elenco principal rubro-negro. Porém, a pouca idade não foi empecilho para que o jogador atuasse como gente grande neste primeiro semestre de 2019, segue o relato veiculado pela comunicação do clube.

Arremate

No início do ano, Halter participou da campanha do Furacão na Copa São Paulo de Futebol Júnior. No retorno a Curitiba, integrou a equipe de Aspirantes e foi peça fundamental na conquista do título do Campeonato Paranaense, logo na primeira competição como profissional. “Este primeiro semestre foi muito gratificante para mim. Pude me consolidar no Campeonato Paranaense, fazendo bons jogos. Depois, o Tiago Nunes acreditou em mim, colocou-me para jogar e as coisas foram caminhando bem”, disse o zagueiro, que está no Clube desde outubro de 2015.Lucas Halter comemora golaço contra o Operário. Foto: Miguel Locatelli/Site Oficial Logo nas primeiras experiências na equipe principal, Lucas Halter encarou desafios contra equipes como Corinthians, Flamengo, Palmeiras e Fluminense, todos pelo Brasileirão, e o Fortaleza, pela Copa do Brasil. “Não imaginava jogar esses jogos grandes tão rápido, mas trabalhei para chegar até aqui”, contou.Nascido em 2000, o zagueiro revela as brincadeiras do elenco por ser o caçula. “O mais novo sempre tem que fazer tudo. Mas é uma brincadeira legal. O grupo me acolheu bem e isso me ajuda a crescer”, destacou. Leia mais...
 

Furacão a caminho de Goiás pra "vencer ou vencer"


O Athletico Paranaense finalizou, na manhã desta quarta-feira (12), a preparação para o último jogo antes da pausa para a Copa América. O Rubro-Negro entra em campo nesta quinta-feira (13), às 20h, para enfrentar o Goiás, no Serra Dourada, em Goiânia (GO).O último treinamento para a nona rodada do Campeonato Brasileiro aconteceu no CAT Alfredo Gottardi. Os jogadores se apresentaram cedo, às 8h. Em seguida, às 9h, realizaram trabalhos reduzidos e de bolas paradas, sob a orientação da comissão técnica do Furacão.

Após o treino, a delegação rubro-negra almoça no CAT do Caju e, na sequência, embarca para Goiânia (GO). O desembarque no Centro-Oeste está previsto para pouco antes das 18h. Amanhã (13), a preleção está marcada para as 17h50. A saída para o Serra Dourada acontece na sequência.Após a partida, o

Leia mais...
 

G10 define o ETA como torcida de novo tipo: social, alegre e solidária; cafezinho & conversa, dia 15/7

o postergar o ponto de encontro que aconteceria na tarde deste sábado o Esquadrão da Torcida Athleticanaratificou por sua comissão de frente (G10). O ETA seguindo a  chamada de amplos setores do Athletico Paranaense, se constitui desde logo como torcida de novo tipo: social, alegre e solidária. Dá-lhe!  Em continuidade às atividades do ETA, teremos no próximo sábado, 15/7, 16h, nova mesa de conversa e cafezinho na confeitaria da praça do Athletico em frente ao módulo policial. Confira a lista de integrantes do G10 do ETA:

01. Valmir Bigode Nunes; 02. Pedro Ernesto; 03. Manfron; 04. Lucas Rafael; 05. Emerson Bighi; ; 06. Ricki; 07. Luiz ;Gustavo; 08. Everson Camargo;09; Tiago; 10. Juliano Cabral; 11. Leandro Blum; 12. Ayrton; 13. Hugo Mário; 14. Prof Endy; 15. João Jr; 16. Antonio Carlos; 17. Eduardo Oliveira; 18. Rogerio ROCHA.19. Filipe Gomes; 20. Eliezer 21. Rafael Oliveira e Silva; 22. Kadu; 23. Allan Nunes; 24. Uriah; 25. Emerson Marceĺo; 26. Alcy Neto; 27. Luiz Gustavo 28. Doático; 29. Aricezar; 30. Marcel Veiga; 31. Maurício Motta; 32. Gabriel Motta; ; 33. Jeam Couto; 34. Ronaldo Carlos ; 35. Ricardo A. Jr; 36. Heliel E. da Silva; 37. Luciano Rodrigues; 38. João Neto.

 

Confraria do Atlético preparando retorno com "h" e também o esoaço da Grife Vermelha e Preta


Acontece nos próximos dias nossa volta ao dia-a-dia da colossal comunidade rubo-negra.

Aguardem!!!

 

Final da Sul-Americana será maior festa da história do Atlético: "Casa Cheia e explosão vermelha e preta"

Enquanto o nosso time de guerra está focado na primeira partida da decisão na Colômbia,  a torcida rubro-negra incendeia as redes sociais. De um lado o torcedor combina onde verá o jogo, de outro o entusiasmo é pelo espetáculo da festa em nosso estádio, no dia 12/12.

Time de guerra na Colômbia

O treinador Tiago Nunes levou para embate de Barranquilla os seguintes atletas: 1) Bergson, 2) Bruno Guimarães, 3) Diego, 4) Felipe Alves, 5) Gabriel, 6) Jonathan, 7) Léo Pereira, 8) Lucho, 9) Marcelo Cirino, 10) Marcinho, 11) Márcio Azevedo, 12) Matheus Rossetto, 13) Nikão, 14) Pablo, 15) Paulo André, 16) Raphael Veiga, , 7) Renan Lodi, 18) Rony, 19) Santos, 20) Thiago Heleno, 21) Wanderson

Ver o jogo no teão do Volken Bar

Nesta quarta (5), partir das 20h, a Assocap – Associação dos Sócios do Clube Atlético Paranaense convida para a concentração rubro-negra para ver o jogo que começa no horário das 22:45, horário de Brasília. Aqueles que desejarem participar devem confirmar presença através de e-mail e watsapp.

Leia mais...
 

Casa cheia e explosão vermelha e preta na Baixada

Presença do Furacão na decisão do título de torneio internacional, agita a torcida e desperta interesse de olheiros em promessas do rubro-negro. Mercado europeu aquece para Bruno Guimarães com agentes de peso por trás. Jovem volante do Atlético-PR tem agora Giuliano Bertolucci e Kia Joorabchian como novos representantes. Enquanto nas redes sociais o frisson é pela aquisição de ingressos para a grande final na Baixada, investidores pesados entram em cena.

Destaque do Atlético Paranaense na atual temporada, Bruno Guimarães vê crescer a chance de ser negociado com o futebol europeu no mercado de inverno, principalmente porque agora também é agenciado por Giuliano Bertolucci, que, vale lembrar, tem Kia Joorabchian como sócio. Até o primeiro semestre, o volante de 21 anos estava nas mãos apenas de Alexis Malavolta, que, segundo o Blog Ora Bolas apurou, depois da Copa do Mundo da Rússia fechou uma parceria com a dupla que atua com força no Velho Continente, principalmente na Inglaterra e em Portugal.

Leia mais...

 

Atlético com força máxima para enfrentar o Vasco

Lateral-direito Jonathan e volante Lucho González estão à disposição, mas zagueiro Paulo André segue fora. Gerreiros do Furacão, nesta quarta-feira: Santos Jonathan, Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington, Lucho González (Bruno Guimarães) e Raphael Veiga; Marcelo Cirino, Nikão e Pablo.

Por Juliana Fontes – Tribuna do Paraná

Após não jogar contra o Cruzeiro, Lucho González pode ser titular diante do Vasco. Foto: Albari Rosa. OAtlético viajou na tarde desta terça-feira (13) para o Rio Janeiro, onde enfrenta o Vasco, nesta quarta-feira (14), às 19h30, em São Januário, com quase força máxima. O Rubro-Negro realizou na manhã desta terça a última atividade antes de embarcar e o lateral-direito Jonathan treinou normalmente e deve ser presença certa no time. Outro jogador que pode estar entre os titulares é o volante Lucho González, que também participou normalmente dos trabalhos.

Jonathan precisou ser substituído no intervalo da partida do último sábado (9), na vitória por 2×0 sobre o Cruzeiro, pois sentiu um desconforto na coxa-esquerda. Ainda no banco de reservas no decorrer da segunda etapa, ele já aplicava gelo para minimizar as dores. O argentino, por sua vez, sequer foi relacionado para esse compromisso. O camisa 3 estava com dores nas costas e como atuou na partida do meio da semana passada na vitória por 2×0 em cima do Fluminense, pela Sul-Americana , foi poupado pelo técnico Tiago Nunes.

Leia mais...
 

Pablo deslancha como puxador de ataque do Furacão

Atacante vive grande momento no Furacão e vai se mostrando como peça fundamental para o time. Foram três gols em três partidas. O atacante Pablo vive grande momento no Atlético e vai se mostrando como peça fundamental para o time. Entre os jogadores do atual elenco, o atleta já é o segundo artilheiro, com 18 gols marcados pelo Furacão e só fica atrás de Ederson, que já assinalou 43 gols pelo Rubro-Negro. Neste ano, Pablo balançou as redes adversárias, consecutivamente, contra o São Paulo, pela Copa do Brasil, o Newell’s Old Boys, pela Sul-Americana, e a Chapecoense, pelo Campeonato Brasileiro.

Esporte Line

No ano passado, o jogador enfrentou problemas pessoais e chegou a se afastar dos gramados por um período para cuidar da saúde do pai. Agora, o atleta está feliz em ter a chance de voltar a mostrar o seu futebol. “Eu só tenho a agradecer ao clube e ao Fernando Diniz, que sempre confiaram no potencial, e aos meus companheiros, que me ajudaram nos momentos difíceis que passei em 2017”, comentou Pablo. O atacante é “cria” do Atlético. Ele começou a carreira nas categorias de base do clube e estreou como profissional em 2011. Em 2013, defendeu o Figueirense e devido ao bom desempenho, foi para a Espanha jogar no Real Madrid B. O jogador também teve passagem pelo Cerezo Osaka, do Japão. Pablo voltou ao Furacão em janeiro de 2016 e soma 124 jogos pelo Furacão.

Testado por Fernando Diniz, Pablo atuou nos últimos dois jogos em funções diferentes no ataque do Rubro-Negro, mas em todas as oportunidades foi escolhido como o “homem de referência” no time. “O Fernando Diniz sabe as posições em que eu posso jogar e já conversou comigo sobre isso. Então, estou feliz com a confiança que ele me passa e com a maneira que a equipe joga, o que facilita para todos os jogadores”, falou o camisa 92. Buscando confirmar a boa fase, o Atlético enfrenta o São Paulo, no Morumbi, nesta quinta-feira (19), às 19h15. Leia mais...

 

Comemoração do 'título' do Atlético Campeão Paranaense de 2018, nesta quinta (19)

Associação dos Sócios do Clube Atlético Paranaense – Assocap, tem a grata satisfação de convidar para a Mesa Comemorativa do título do Atlético Campeão Paranaense de 2018, será nesta quinta-feira (19), 19h, no Volken Bar, na Praça Espanha. No ambiente com telões, vamos acompanhar e torcer pela vitória do Furacão diante do S. Paulo em decisão da 4ª fase da Copa do Brasil.

Leia mais...
 

Santuário da Nação Rubro-Negra

Please wait while JT SlideShow is loading images...
Photo Title 1Photo Title 2Photo Title 3Photo Title 4Photo Title 5

Projeto de Lei de Iniciativa Popular “Libera Cerveja”



DISPÕE SOBRE A VENDA E O CONSUMO DE BEBIDAS NAS ARENAS DESPORTIVAS E ESTÁDIOS NO ÂMBITO DO ESTADO DO PARANÁ.

Art. 1º – Este projeto de lei tem por objetivo regular a venda e o consumo de bebidas nas arenas desportivas e estádios no âmbito do estado do Paraná.

Art. 2º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios localizados no Estado do Paraná será permitida desde a abertura dos portões para acesso do público ao estádio até o final da partida, assim entendido o momento do apito final do árbitro.

Art. 3º – A única bebida alcoólica que poderá ser vendida e consumida em recintos esportivos é a cerveja, sendo proibida a venda e o consumo de quaisquer outras espécies de bebidas alcoólicas, sejam elas destiladas ou fermentadas.

Art. 4º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios somente poderá ser realizada em copos plásticos ou garrafas plásticas, descartáveis, admitido o uso de copos promocionais de plástico ou de papel.

Art. 5º – Cabe ao responsável pela gestão do recinto esportivo definir os locais nos quais a comercialização e o consumo de bebidas serão permitidos.

Art. 6º – É vedada a entrada nas arenas desportivas e nos estádios de pessoas portando qualquer tipo de bebida.

Art. 7º – Fica proibida a venda e a entrega de bebidas alcoólicas, nos locais referidos nesta lei, a pessoas menores de 18 (dezoito), podendo os responsáveis responder civil e criminalmente nos termos da Lei Federal no 8.069, de 13 de julho de 1990, com as alterações da Lei Federal nº 13.106, de 17 de março de 2015.

Art. 8º – O descumprimento do disposto nesta Lei sujeita o infrator às seguintes penalidades, sem prejuízo da aplicação da Lei Federal nº 8.078, de 11 de setembro de 1990:

I – se consumidor, será advertido e retirado das dependências do recinto esportivo.

Art. 9º – Deverão ser colocados avisos em diversos setores das arenas desportivas ou estádios, com as seguintes mensagens: “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”

Art. 10º – As arenas desportivas ou estádios deverão veicular em sistema sonoro ou alto-falante, no mínimo 04 (quatro) vezes durante cada evento, as mensagens “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “ É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”
Parágrafo único: Fica igualmente obrigada a divulgação das mensagens referidas no caput em telões ou letreiros luminosos nos recintos esportivos que disponham de tais recursos.

Art. 11º – Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Confracap é participação

Twitter & facebook

twitter

Facebook

Galeria Torcedor (a)